A Boa Ação do Dia

Voltando de ônibus para casa, já sentado próximo à janela, senti que pisava em algo. Achei que fosse lixo, mas não. Estava alto demais. cabrafelizTambém não era um pombo morto. Ao olhar, uma sacola plástica toda arrebentada com algo dentro. Imaginei várias possibilidades no espaço entre o olhar e paga-la. Nada de bicho morto, vômito ou algo do gênero. Uma carteira entupida de documentos de um homem e uma mulher. Dele, nenhum contato. Dela, cartões de visita.

Na manhã seguinte, rumo à aula, liguei para o número no cartão. Seu nome era Susan (Procura-se Susan Desesperadamente? Já podia ouvir Into The Groove da Madonna ao fundo). A própria atendeu. Me apresentei e disse o que havia acontecido. Impressionante como sua voz mudou num segundo. Parecia prestes a entrar em prantos. Não é pra menos!! Imagina você ter que tirar segunda via de TODOS os seus documentos e de repente alguém liga dizendo que os encontrou e irá devolve-los? Conversamos bastante e combinamos de nos encontrar na manhã seguinte na estação de metrô do Largo do Machado.

Sem atraso nos encontramos. Ela, obviamente, estava acompanhada pelo marido, pois não sabiam quem eu era. Percebi que ela estava um pouco envergonhada por isso. Deixei claro que isso não me ofendia e se fosse mulher, talvez fizesse o mesmo. Ela me contou que seu maior medo era que seus documentos fossem usados em algum tipo de falcatrua. No final, me recompensou com um cartão de metrô com cinquenta reais. De cara não aceitei, mas ela insistiu e eu aceitei.  Nos despedimos e cada um seguiu seu rumo.

Prestes a atravessar a rua, encontrei a carteirinha de uma estudante da faculdade FGV. Como estava no meu caminho, fui até lá é a deixei na portaria. Nesse mesmo tempo entrei em contato com ela através do Facebook. No dia seguinte ela me respondeu: Entregaram a ela sua carteirinha.

E no final das contas, tudo deu certo para todos.

 

Ao som de Hailee Stainfeld, Grey, Zedd – Starving

(Visited 104 times, 1 visits today)
Please follow and like us:

Você pode gostar...

Comentários no Facebook